Arquivo do Autor: Helen Wright

Volume de fotos sobre moda fitness estampada na busca no Google Imagens

A arte chega até a moda fitness!

Para quem ainda não notou, até mesmo em peças como body fitness, como podemos ver no site de Blast Fit!

Algumas dessas peças de arte inclusive são com uma pegada bem parecida com o grafite ou voltado para a arte de rua, agora tomando conta das academias.

Não é a primeira vez que o grafite vai para o vestuário do dia a dia. Veja esse artigo publicado no periódico da FEEVALE:

1 INTRODUÇÃO

Este artigo tem como temática a arte do grafite e suas utilizações pela moda
contemporânea. O grafite, da mesma forma que outros movimentos culturais, inspira todo um
lifestyle, e a moda apropria-se disso para as suas criações. A ligação desse tipo de arte de rua
com a moda pode ser compreendida através de uma simples observação de coleções dos mais
diferentes estilistas e das marcas ao redor do mundo que se utilizam dessa forma de arte em
suas composições.

A utilização do grafite pela moda, mesmo não sendo uma tendência atual, possui
seguidores fiéis, o que é uma questão interessante para reflexão, já que atualmente o grafite
não é mais considerado uma “arte menor”, mas tem garantido seu lugar em espaços culturais
tradicionais, como museus, galerias de arte, etc.

Portanto, os objetivos desta investigação são: refletir sobre a ligação entre o grafite e a
moda; conceituar grafite, cultura e moda; identificar os principais grafiteiros do Brasil e do
mundo e identificar como o grafite influencia as criações de alguns estilistas.

Para este trabalho, será realizada uma pesquisa bibliográfica, que, segundo Prodanov
& Freitas (2009, p. 68), é elaborada a partir de material já publicado, como livros, artigos,
monografias, etc. e “tem como objetivo colocar o pesquisador em contato direto com todo o
material já escrito sobre o assunto da pesquisa”. Já em relação à internet, que será utilizada
neste trabalho, os autores chamam a atenção para o cuidado que devemos ter com a
veracidade e a qualidade das informações.

Faremos, também, uma pesquisa fotográfica de coleções de estilistas que utilizaram ou
foram influenciados pelo grafite em suas criações. Clique para ler o artigo completo…

Continue lendo

Curso de cerveja artesanal

Faça o Curso Cerveja Artesanal Caseira, do Iann Mattos!Com um livro e um curso de cerveja artesanal você já tem material necessário para fazer a sua própria cerveja em casa – ou quem sabe até um chopp? Sim, é possível!

Quando eu comecei a aprender a minha própria cerveja há vários anos, eu li todos os livros que pude encontrar, livros publicados há 15 anos.

Era evidente para mim que o estado da arte tinha amadurecido um pouco.

Onde um livro recomendaria usar fermento e cobrindo da fermentação da cerveja com uma toalha, um livro mais tarde insistiria em fermentação de leveduras e talvez uma câmara de vácuo.

Sobre cervejas caseiras…

Então, eu senti que outro ponto de vista, que define os como’s e os porquês dos processos de fabricação de cerveja, pode ajudar mais novos  cervejeiros a começar melhor.

Soa bastante simples não é? É, mas como você leu este post você vai perceber a incrível quantidade de informação que eu encoberto com esses 12 passos.

O primeiro passo sozinho pode encher um livro inteiro,vários na verdade.
Mas fazer cerveja é:

  • fácil;
  • é divertido;
  • é uma arte, e
  • é uma ciência.

Algumas pessoas podem ser adiadas pelo lado técnico das coisas, mas isto é uma ciência que podemos provar. A ciência é o que permite a todos se tornar um artista.

Com esse vídeo e curso, você vai aprender a fazer a sua cerveja com ingredientes que você pode comprar na loja de equipamentos mais próxima da sua casa.

Aprenda a fazer a sua cerveja em casa

Veja também esse vídeo sobre como fazer cerveja artesanal:

Aprender sobre os processos de fabricação de cerveja vai deixar você melhor aplicá-los como um artista. Entre também no site da Ambev e saiba mais sobre bebidas. Como meu professor de história que trabalhou lá sempre costumava me repreender, “é só chato até que você aprenda algo sobre isso. Conhecimento torna as coisas interessantes.” 😉

E aí, o que achou?
Deixe aqui um comentário ou pergunta, e lembre-se de compartilhar o post!

O que é grafite?

Olá, vamos falar um pouco do que é grafite.

Este post será só o começo dos muitos que viram.

http://brasilescola.uol.com.br/artes/grafite.htm

O grafite está ligado diretamente a vários movimentos, em especial ao Hip Hop. Para esse movimento, o grafite é a forma de expressar toda a opressão que a humanidade vive, principalmente os menos favorecidos, ou seja, o grafite reflete a realidade das ruas.
O grafite foi introduzido no Brasil no final da década de 1970, em São Paulo. Os brasileiros não se contentaram com o grafite norte-americano, então começaram a incrementar a arte com um toque brasileiro. O estilo do grafite brasileiro é reconhecido entre os melhores de todo o mundo.

Muitas polêmicas giram em torno desse movimento artístico, pois de um lado o grafite é desempenhado com qualidade artística, e do outro não passa de poluição visual e vandalismo. A pichação ou vandalismo é caracterizado pelo ato de escrever em muros, edifícios, monumentos e vias públicas. Os materiais utilizados pelos grafiteiros vão desde tradicionais latas de spray até o látex.